segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Feijão seco com casca


Ora aqui está uma maneira de comer feijão que eu desconhecia.
Não fazia ideia que se comiam as vagens.
Mas uma colega minha trouxe da terra e deu-me um saco cheio.
Fiz da mesma maneira que faço a feijoada e fiquei, agradavelmente, surpreendida.


As cascas são o resultado da secagem das vagens dos feijões cortadas
e postas a secar ao sol.
As cascas (há também quem lhe chame casulas e vasas) são um produto
típico de Trás-os-Montes, nomeadamente da Terra Fria.
Come-se sobretudo no Inverno e é muito frequente encontrá-lo
entre os petiscos do Entrudo.
Trata-se de um feijão que se colhe ainda na vagem
quando o grão está bem formado, mas ainda não seco.
A vagem parte-se (ou não) em bocados e põe-se a secar ao sol,
 durante vários dias, sobre palha ou mantas.
Depois de bem secas, as Casulas guardam-se em saquinhos de pano,
para consumir nos dias frios de Inverno.


De véspera, colocar as cascas de molho, num recipiente com bastante água fria.
Depois cozer na Varoma, durante 1h30m na tempª varoma.


Tal como a feijoada, esta refeição é melhor ser feita na véspera.
Fica mais saborosa pois vai apurar.

500g de feijão demolhado
2 cebolas picadas
4 dentes de alho picados
2 folhas de louro
1 lata de tomate triturado
2 cenouras cortadas às rodelas
1 chouriço de sangue
1 chouriço corrente
200g de bacon cortado aos cubos
200g de vinho branco
200g de água
azeite, sal q.b.
1 molho de coentros

fazer o refogado com o azeite, o alho, a cebola, o louro e o bacon;
adicionar o sal, a cenoura e o tomate e deixar apurar;
juntar o feijão, o vinho e metade dos coentros e tapar a panela,
durante 20 minutos em lume médio;
juntar os chouriços e deixar cozer mais 15 minutos;
retirar e cortar às rodelas e juntar novamente ao feijão
e o resto dos coentros.
Desligar o lume e deixar tapada a panela e no dia seguinte
só tem de aquecer.


Bom apetite!!!


Fonte: Gastronomias
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...